Com inteligência artificial, carros prometem se tornar mais personalizados

A cada nova edição, a participação dos carros só faz aumentar aqui na CES. Nesta edição, eles não apenas chegaram esbanjando luxo e beleza: a briga, na verdade é por quem tem mais tecnologia. Quase todas as grandes marcas estão aqui. Mas, o que chama mais a atenção são soluções de tecnologia que oferecem perspectivas novas aos motores.

Vamos começar por esse exemplo aqui. Trata-se de uma marca que muito pouca gente conhece: Faraday Future. Ela é, na verdade, uma start up baseada na Califórnia. A Faraday se dedica ao ramo dos carros elétricos, e escolheu a CES para o lançamento do seu FF91.

Da desconhecida Faraday, para a famosa BMW. A empresa mostrou na CES sua opção pela assistente pessoal Cortana. O recurso da Microsoft foi integrado a este carro e serve, teoricamente, para fazer com que tudo fique mais fácil para motoristas e até passageiros. Aliás, a japonesa Nissan também resolveu incorporar a Cortana sobre suas rodas. Será que funciona?

Ainda no terreno alemão da BMW, a empresa também mostrou um painel que pode ser controlado por gestos...

É bacana, mas, é claro, que parece meio complicado o conceito de um carro controlado por gestos, quando as mãos deveriam estar sempre no volante... Eles dizem que as funções só são ativadas quando o carro não está em movimento... bom...

É claro que todo mundo quer saber dos carros autônomos. Nós tivemos o privilégio de estar dentro de um deles. E a sensação é incrível.

A Honda também marcou presença em Las Vegas, com seu modelo elétrico Neuv.

Da Honda, para a Toyota. E foi justamente aqui que encontramos a experiência mais interessante no encontro entre carros e tecnologia. A montadora japonesa mostrou um modelo conceito recheado de inteligência artificial.

A carroceria num branco que parece primo de uma armadura de um stormtrooper de Guerra nas Estrelas e o interior super modernoso chamam a atenção, claro. Evidentemente, o carro tem todos os recursos que você puder imaginar. Mas, o que chamou a atenção de nós e de todo mundo foi o assistente digital YUI.

Na verdade, ele é mais que isso. Trata-se de um recurso de inteligência artificial que tem uma missão: conhecer você. E conhecer em todos os aspectos – de verdade. A história vai longe a ponto do carro conseguir perceber a dilatação das suas pupilas – é mole? Tudo isso para coletar dados sobre suas preferências e sobre como você reage em diferentes situações.

No plano da Toyota, essas informações todas são armazenadas e, sempre que você entrar num carro como esse, ele se comportará da mesma maneira, afinado com o seu jeito. Na visão da empresa, esse é o carro do futuro, adaptado para um ambiente em que não mais seremos donos de um automóvel: o carro será uma experiência: você chama um, ele te atende, porém completamente personalizado, feito sob medida para você... bom, esse ainda é um futuro distante, que ainda não dá para saber se virá desse jeito mesmo... de qualquer modo o conceito mostrado aqui na CES desse ano é super interessante.

É claro que teve muito mais novidades sobre rodas aqui na CES. Pena que não dá tempo para contar tudo aqui numa matéria. Mas, no Olhar Digital.com.br, você acompanha essa evolução de perto. Fique conectado!



RECOMENDADO PARA VOCÊ